Quem somos

TC PRODUÇÕES

“Somos poucos, mas somos muitos” – essa é a filosofia da jornalista Tania Carvalho. Embora pareça paradoxal, a verdade é que ao longo de tantos anos de carreira, exercendo mil e uma atividades, ela aprendeu algo fundamental: “arregimentar pessoas competentes e comprometidas com a qualidade dos projetos”. E é assim que a TC Produções vem atuando.

Decorrência natural da primeira empresa da jornalista (TC Textos, dedicada somente a livros) ,  TC Produções foi criada em 2010 para atuar também na produção de filmes, peças, workshops, talk shows e tudo mais. Nos primeiros meses, a TC ganhou um prêmio, O SESC Rio de Fomento à Cultura- Novos Talentos – Cinema Documentário, e deu a arrancada para a produção do curtametragem O Brasil de Pero Vaz caminha, dirigido por Bruno Laet,  com argumento do grupo de criação Os Empoeirados, roteiro de Tania Carvalho, Janaina Diniz Guerra, Cecilia Vasconcellos e Bruno Laet e coprodução da Kinossaurus Filmes, de Ruy Guerra e Janaina Guerra. Como ela diz, “amigos comprometidos com a cultura são o melhor que se pode desejar”.

De brincadeira, Tania Carvalho diz que ” gosta de ser chamada de CEO pelos seus funcionários inexistentes”. De verdade, ela quer mesmo é trabalhar com pessoas tão engajadas como ela, compromissadas com a qualidade, num sistema muito simples: “onde se ganha o possível e se tem uma felicidade quase impossível”.

TANIA CARVALHO

Carioca, jornalista desde a década de 70, começou a trabalhar na revista Manchete. Em 1974 ganhou o Prêmio Rondon de Jornalismo por uma reportagem realizada na Amazônia com jovens estudantes cariocas realizando trabalho voluntário na região. Nestes 30 anos de profissão passou por diversas publicações: Última Hora, Revista do Rock, Mais, Cláudia, Criativa, Desfile sempre fazendo perfis de artistas, sua maior especialidade, tendo entrevistado quase todos os ídolos da MPB, televisão e teatro ao longo deste tempo – Elis Regina, Tom Jobim, Fernanda Montenegro, Antônio Fagundes, entre mais de 300.

Durante 14 anos trabalhou na Rede Globo, na Central Globo de Comunicação, fazendo parte da equipe pioneira do Departamento de Divulgação, que criou uma publicação semanal, parâmetro para todas as outras posteriores. Em 2001, enveredou pelo país, a bordo de um monomotor, para refazer a rota dos pilotos do Correio Aéreo Nacional, o CAN, que nos anos 30 desbravaram o Brasil Central. Desta aventura, ao lado do piloto e coordenador Isio Bacaleinick e do fotógrafo Lalo de Almeida nasceu o livro Nas Asas do Correio Aéreo, lançado no final de 2002. Em 2003 lançou Irene Ravache – Caçadora de Emoções, primeiro livro da Coleção Aplauso, da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Depois disso, já escreveu e lançou mais 15 títulos para a mesma coleção, dentre eles, as biografias de Tony Ramos, Ney Latorraca, Aracy Balabanian, Tônia Carrero – indicada ao Prêmio Jabuti de 2010.

Em 2013 lança o livro 100 dias em Paris, fruto de sua experiência de quatro meses na capital francesa, que rendeu um blog, com cerca de 50.000 acessos, um facebook, com mais de 4000 seguidores e, finalmente, um livro e e-book lançados pela Ímã Editorial.

Com grande experiência em televisão, participa de talk-shows pelo Brasil e media debates, por exemplo, Nas Bienais do Livro no Rio e em São Paulo.